Saúde Emocional dos Homens

Chorar é coisa de mulher! e de homem também, sabia?

A saúde emocional dos homens é um assunto que, infelizmente, ainda sofre de falta de atenção e de debates aprofundados.

Estudos indicam que a procura por terapia é discreta. Segundo relatório da Pesquisa Nacional de Saúde 2019, 69,4% dos homens passaram por consulta no ano de 2018, enquanto esse número é de 82,3% entre as mulheres —sendo que, dessas pessoas, 79,4% são brancas.

A recente pesquisa do INSTITUTO IDEIA, encomendado pela revista GQ, apontando que 80% dos homens brasileiros nunca se submeteram à terapia, é fundamental lançar um olhar crítico e baseado em evidências sobre o tema. A seguir, este artigo expandirá sobre a cultura do silêncio que permeia a saúde emocional masculina, bem como enfatizará a importância de terapia com profissionais qualificados.

A Cultura do Silêncio e o Julgamento Externo

O conceito da “cultura do silêncio” se torna ainda mais complexo quando se considera o julgamento externo e as pressões sociais que muitos homens enfrentam. A sociedade ainda sustenta uma visão ultrapassada de que “homens não choram” e devem “dar conta de tudo”, ampliando o estigma e a relutância em buscar ajuda psicológica (Vogel et al., 2011, “Breaking the Silence”). Este paradigma não apenas marginaliza os homens que enfrentam questões emocionais, como também agrava casos de ansiedade e estresse. É como uma bola de neve, onde a recusa em buscar ajuda profissional contribui para o agravamento das condições emocionais e mentais.

Consequências da Cultura do Silêncio

A perpetuação desses estereótipos de masculinidade tem ramificações graves. A negligência na busca por ajuda emocional pode levar a problemas mais sérios, incluindo impactos na saúde física, como doenças cardíacas, hipertensão e diabetes (Saxena et al., 2007, “Global Burden of Mental Disorders”). Essas questões tornam-se ainda mais preocupantes quando observamos que muitos homens acabam recorrendo a mecanismos não saudáveis para lidar com o estresse e a ansiedade, como abuso de substâncias.

A Importância da Terapia com Psicólogos Atuantes e Qualificados

Neste contexto, a terapia psicológica com profissionais atuantes e pós-graduados se mostra não apenas útil, mas essencial. Diferentes abordagens da psicologia, desde a psicanálise à terapia cognitivo-comportamental e humanista, oferecem ferramentas valiosas para enfrentar problemas emocionais e mentais. O que é crucial é que o terapeuta não seja apenas bem treinado academicamente, mas também tenha experiência prática comprovada. O atendimento com psicólogos atuantes pode fazer a diferença em tratamentos, visto que esses profissionais são frequentemente mais atualizados sobre as melhores práticas e abordagens baseadas em evidências.

Ação Coletiva e Iniciativas Comunitárias

Como sociedade, temos o dever de quebrar estigmas e encorajar uma visão mais saudável e menos restritiva da masculinidade. Programas de conscientização e educação em ambientes corporativos e educacionais são passos na direção certa (Addis & Mahalik, 2006, “Men, Masculinity, and the Contexts of Help-Seeking”).

Como quebrar o tabu de homens na terapia?

O problema da negligência da saúde emocional entre os homens é complexo e multifacetado, necessitando de uma solução igualmente complexa e diversificada. O reconhecimento do problema é o primeiro passo, seguido pelo desmantelamento da cultura do silêncio e do estigma associado à vulnerabilidade masculina. E, acima de tudo, é indispensável que os homens busquem ajuda com profissionais qualificados e atuantes para realmente tratar dos problemas de saúde emocional de forma eficaz.

 

Se interessou pelo assunto né! Isso é fantástico!

Venha para uma pós graduação em Psicologia!

Uma excelente oportunidade para os profissionais da área se especializarem e se aprimorarem em suas habilidades, conhecimentos e terem o melhor da prática! Através dessa modalidade de ensino, você tem a chance de aprofundar seus estudos em áreas específicas da psicologia, como psicologia clínica, psicologia organizacional, psicologia social, entre outras.

Além disso, a pós-graduação em psicologia é uma maneira de expandir suas oportunidades de trabalho e de desenvolvimento profissional, uma vez que muitas instituições e empresas valorizam profissionais com formação especializada.

Nesse sentido, a pós-graduação em psicologia pode ser uma ótima opção para quem busca se destacar no mercado de trabalho e aprimorar suas técnicas, habilidades e conhecimentos em áreas específicas da psicologia.

Para saber mais sobre o tema, venha fazer parte de nossa pós graduação. Com mais de 360 horas de estudos práticos e supervisões, você terá acesso a profissionais com vasta experiência prática que lhe formam para lidar com esta etapa da vida.

 

Entre em Contato Conosco

Instituto Suassuna

Endereço: Rua 89, nº 611, Setor Sul

Telefone: (62) 98142-6789

E-mail: [email protected]

Venha transformar o futuro com o IS!

 

Dr. Danilo Suassuna

Doutor em Psicologia

CEO-Founder do Instituto Suassuna

Referências

Vogel, D. L., Heimerdinger-Edwards, S. R., Hammer, J. H., & Hubbard, A. (2011). “Breaking the Silence: The Role of Masculinity in Men’s Help-Seeking”. Counseling Psychologist, 39(3), 428–451.

Saxena, S., Thornicroft, G., Knapp, M., & Whiteford, H. (2007). “Global Burden of Mental Disorders: Prevalence, Trends, and Factors”. The Lancet, 370(9590), 841–850.

Addis, M. E., & Mahalik, J. R. (2006). “Men, Masculinity, and the Contexts of Help-Seeking”. American Journal of Men’s Health, 5(1), 5–14.

 

Facebook
Twitter
LinkedIn

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *