Azul E Rosa Engajamento Post Para Instagram (16)

Novas Perspectivas da Prática Clínica

A Psicologia Clínica é um campo amplo e diversificado que abrange diversas correntes teóricas e abordagens terapêuticas. Entre elas, destacam-se a Psicologia Humanista, a Fenomenológica e a Existencial, que oferecem uma compreensão única e enriquecedora da experiência humana.

A Psicologia Humanista considera o ser humano como um processo em constante desenvolvimento, livre e dotado de poder de escolha. Valoriza a importância da autenticidade, da autorrealização e da busca pelo sentido e significado da vida. Nessa abordagem, o terapeuta atua como um facilitador, criando um ambiente seguro e empático, onde o cliente é incentivado a explorar seu potencial e suas necessidades individuais.

A Psicologia Fenomenológica, por sua vez, concentra-se na experiência subjetiva da consciência. Ela busca compreender o mundo através da perspectiva do cliente, valorizando as vivências, os sentimentos e os significados que ele atribui a suas experiências. O terapeuta fenomenológico atua como um parceiro ativo, auxiliando o cliente a explorar e compreender sua própria experiência, contribuindo para uma maior clareza e autoconsciência.

Já a Psicologia Existencial enfatiza a relação entre o indivíduo e a realidade em que está inserido. Ela reconhece a liberdade, a responsabilidade e a busca por sentido como elementos essenciais da existência humana. O terapeuta existencial procura auxiliar o cliente a explorar e confrontar questões existenciais fundamentais, como a morte, a liberdade, o isolamento e a busca por propósito, auxiliando-o a construir uma vida mais autêntica e significativa.

O curso de “Psicologia Clínica – Humanista Fenomenológica e Existencial” oferece uma formação abrangente e aprofundada nessas três vertentes da Psicologia. Seu objetivo é capacitar os profissionais para uma atuação clínica que integre os princípios e as práticas dessas abordagens, proporcionando uma visão mais ampla e rica da experiência humana.

Durante o curso, serão abordados os fundamentos teóricos, os métodos de intervenção e as técnicas terapêuticas específicas de cada abordagem. Serão oferecidos estudos introdutórios à Psicologia Humanista Fenomenológica Existencial, permitindo que os alunos compreendam os princípios essenciais e suas aplicações práticas na clínica.

Os alunos terão a oportunidade de desenvolver habilidades terapêuticas, através de práticas supervisionadas, estudos de caso e discussões em grupo. Serão incentivados a explorar sua própria subjetividade e a integrar os conhecimentos adquiridos em sua prática clínica, visando oferecer um atendimento mais humano, autêntico e significativo para seus clientes.

Se você é um profissional da Psicologia que busca expandir seus horizontes clínicos e aprofundar seu conhecimento das abordagens humanista, fenomenológica e existencial, a Pós-Graduação em Psicologia Clínica – Humanista Fenomenológica e Existencial é a oportunidade ideal para você. Ao se envolver nesse programa, você terá a chance de aprimorar suas habilidades clínicas e aprofundar sua compreensão da natureza humana.

Durante o curso, você explora as teorias fundamentais dessas abordagens e sua aplicação prática na clínica. Você aprenderá a criar um ambiente terapêutico acolhedor e empático, onde o cliente se sinta seguro para explorar sua experiência subjetiva e trabalhar em direção ao crescimento pessoal.

Além disso, você desenvolverá competências terapêuticas específicas de cada abordagem, como a escuta empática, a reflexão fenomenológica e a facilitação do processo de autorreflexão e autoconsciência. Essas habilidades permitirão que você auxilie seus clientes a se conhecerem melhor, a compreenderem suas próprias escolhas e a desenvolverem estratégias para lidar com os desafios da vida.

Quais as vantagens de uma Pós Graduação?

Através dessa formação, você estará preparado para atuar com uma abordagem mais abrangente e integrativa, combinando os princípios humanistas, fenomenológicos e existenciais em sua prática clínica. Isso lhe proporcionará uma compreensão mais profunda da condição humana, permitindo que você ofereça um suporte psicológico mais completo e eficaz aos seus clientes.

Além disso, a abordagem humanista fenomenológica existencial pode trazer diversos benefícios para seus pacientes. Ao enfocar a busca por sentido, a liberdade de escolha e o desenvolvimento pessoal, essa abordagem pode contribuir para a melhoria da qualidade de vida, a promoção do bem-estar emocional e a capacidade de lidar com os desafios do cotidiano.

A Pós-Graduação em Psicologia Clínica – Humanista Fenomenológica e Existencial oferece uma oportunidade única de expandir seus conhecimentos e aprimorar suas habilidades clínicas. Com essa formação, você estará preparado para oferecer uma abordagem terapêutica diferenciada, que considere a singularidade e a subjetividade de cada cliente, promovendo um atendimento de qualidade e impacto positivo.

Não perca a oportunidade de enriquecer sua prática clínica e se tornar um profissional mais completo e capacitado. Inscreva-se na Pós-Graduação em Psicologia Clínica – Humanista Fenomenológica e Existencial do Instituto Suassuna e embarque nessa jornada de conhecimento e transformação. Sua contribuição para a saúde mental e o bem-estar de seus pacientes será inestimável.

Como está o mercado de trabalho para psicologia clínica?

O mercado de trabalho para psicólogos pós-graduados em Psicologia Clínica Humanista, Fenomenológica e Existencial é bastante promissor e apresenta oportunidades interessantes. Essa abordagem integrativa e abrangente tem ganhado cada vez mais reconhecimento e demanda na área da saúde mental.

A Psicologia Clínica Humanista, Fenomenológica e Existencial oferece uma perspectiva única e diferenciada no campo terapêutico. Ela se concentra no bem-estar emocional, na autenticidade, na busca de sentido e na responsabilidade individual, aspectos altamente valorizados na atualidade.

Essa abordagem permite aos psicólogos desenvolver uma compreensão profunda dos aspectos subjetivos e existenciais da experiência humana, o que pode ser especialmente relevante em contextos terapêuticos, onde questões relacionadas ao propósito de vida, liberdade de escolha e enfrentamento de desafios emocionais estão presentes.

A demanda por profissionais que possuam uma formação sólida nessas abordagens tem aumentado, uma vez que muitos indivíduos buscam uma terapia que os ajude a lidar com questões emocionais complexas e a desenvolver uma maior clareza em relação a si mesmos e às suas experiências.

Psicólogos com especialização em Psicologia Clínica Humanista, Fenomenológica e Existencial têm a oportunidade de atuar em diferentes contextos, como clínicas particulares, centros de saúde mental, hospitais, instituições de ensino, organizações não governamentais (ONGs) e centros de reabilitação.

Além disso, há espaço para o desenvolvimento de trabalhos de pesquisa, escrita de livros, participação em conferências e workshops, bem como para a atuação como palestrantes e formadores em programas de capacitação e educação continuada.

É importante ressaltar que o sucesso profissional nessa área também depende da capacidade de estabelecer uma rede de contatos, buscar oportunidades de atualização e aprimoramento constante, e investir em uma imagem profissional consistente.

Em resumo, o mercado de trabalho para psicólogos pós-graduados em Psicologia Clínica Humanista, Fenomenológica e Existencial apresenta perspectivas favoráveis. A demanda por profissionais com essa formação tem crescido, e a abordagem integrativa e centrada no ser humano proporciona uma base sólida para a prática clínica, promovendo um atendimento mais completo e significativo aos clientes.

No entanto, é importante estar ciente de que o mercado de trabalho pode variar de acordo com a região geográfica, a concorrência e as demandas locais. Por isso, é recomendável realizar pesquisas específicas sobre as oportunidades disponíveis na sua área de interesse.

 

Nosso foco

Com foco na prática, temos dezoito disciplinas – além da supervisão de Casos Clínicos -, todas com vinte horas por fim de semana, o curso de Pós-Graduação em Psicologia Clínica Humanista, Fenomenológica e Existencial, que está na sétima turma e prepara o profissional para lidar com a prática clínica com maior clareza de orientações, assertividade no campo da atuação e melhores resultados com os clientes.

Com base nestas três perspectivas teórico-filosóficas, o Instituto Suassuna ajuda o profissional, durante 2 anos, a exercer a Psicologia Clínica, preparando o psicólogo para se deparar com diversas situações que, sem a orientação correta, podem atrapalhar o processo com o cliente.

O curso é 100% ao vivo, com interação simultânea com os melhores professores da área no Brasil. É ofertado em encontros mensais – sábado das 8h às 18h e domingo das 8h às 14h, além das cinco horas de estudo dirigido por disciplina. As aulas ficam gravadas, as quais os alunos poderão acessar a qualquer momento. As disciplinas são ministradas pelos profissionais de maior destaque nas áreas em questão, tanto na parte de pesquisa quanto na atuação clínica, unindo teoria e prática, antecipando possibilidades distintas a serem enfrentadas. Durante todo o seu percurso, você conta com o suporte e acompanhamento da equipe do Instituto Suassuna. Bons estudos e boa jornada

Venha para uma pós graduação em Psicologia!

Uma excelente oportunidade para os profissionais da área se especializarem e se aprimorarem em suas habilidades, conhecimentos e terem o melhor da prática! Através dessa modalidade de ensino, você têm a chance de aprofundar seus estudos em áreas específicas da psicologia, como psicologia clínica, psicologia organizacional, psicologia social, entre outras.

Além disso, a pós-graduação em psicologia é uma maneira de expandir suas oportunidades de trabalho e de desenvolvimento profissional, uma vez que muitas instituições e empresas valorizam profissionais com formação especializada.

Nesse sentido, a pós-graduação em psicologia pode ser uma ótima opção para quem busca se destacar no mercado de trabalho e aprimorar suas técnicas, habilidades e conhecimentos em áreas específicas da psicologia.

Para mais informações sobre o programa e o processo de inscrição, visite nosso site ou entre em contato conosco. Estamos ansiosos para recebê-lo e apoiá-lo em sua jornada de crescimento profissional e pessoal.

Venha se aprofundar mais sobre esse tema tão delicado e necessário, convidamos você a conhecer um pouco mais sobre a nossa pós graduação em Psicologia Humanista Existencial Fenomenológica.

Acesse o nosso site ou entre em contato .

Venha transformar o futuro com o IS! 💚

Pos-Graduacao-em-Gestao-de-pessoas-e-Psicologia-organizacional-com-foco-em-resultados

O Papel Essencial do Psicólogo Organizacional: Conheça Suas Funções

Você já se perguntou o que exatamente faz um psicólogo organizacional? Qual é o escopo de suas funções?

Nosso Coordenador da Pós-graduação em Gestão de pessoas e Psicologia Organizacional com foco em resultados, Caio Fábio Martins, com mais de uma década de experiência como psicólogo organizacional no mundo do trabalho e mestre em psicologia, vai nos apresentar as diversas áreas em que o psicólogo organizacional atua.

Recrutamento e Seleção:

Ao mencionar psicólogos na área de recursos humanos, a primeira imagem que vem à mente é a do recrutamento e seleção. Contudo, esse processo vai muito além de simplesmente contratar alguém. Requer uma análise minuciosa das habilidades, conhecimento, atitudes e aspirações de um candidato. Entender se a pessoa se encaixa na cultura da organização e se suas metas de carreira coincidem com as metas da empresa é crucial.

Avaliação Comportamental e Perfil Psicológico:

Os psicólogos organizacionais dispõem de ferramentas de avaliação comportamental e perfil psicológico para prever o comportamento dos candidatos após a contratação. Essa abordagem economiza consideravelmente em custos de treinamento e garante que a pessoa certa seja escolhida para a função.

Treinamento e Desenvolvimento:

Treinar envolve ensinar habilidades práticas aos colaboradores. Além disso, o desenvolvimento vai além do aspecto técnico e concentra-se em estratégia, persuasão e habilidades sociais. O mundo atual exige habilidades técnicas e comportamentais, e o psicólogo organizacional desempenha um papel crucial na capacitação dos profissionais.

Gestão de Carreiras:

A gestão de carreiras é vital para manter os colaboradores motivados e satisfeitos. O psicólogo organizacional planeja o desenvolvimento de cada indivíduo dentro da organização, garantindo que suas metas e necessidades sejam atendidas. Isso não apenas beneficia os funcionários, mas também a empresa como um todo.

Gestão de Salários e Cargos:

Equilibrar remuneração e hierarquia é um desafio. O psicólogo organizacional desempenha um papel fundamental na elaboração de estruturas de cargos e salários, garantindo que a remuneração seja justa, o que, por sua vez, aumenta a satisfação e o desempenho dos colaboradores.

Higiene e Saúde do Trabalho:

Além disso, o psicólogo organizacional também se preocupa com a saúde mental dos colaboradores, garantindo que o ambiente de trabalho seja seguro, agradável e cumpra todas as regulamentações trabalhistas. Isso envolve desde a ergonomia das mesas e cadeiras até a promoção de um ambiente saudável e práticas de prevenção de acidentes.

A atuação do psicólogo organizacional é ampla e abrange diversos aspectos essenciais para o sucesso e o bem-estar tanto dos colaboradores quanto das organizações. Esteja atento a futuros artigos para aprofundar seu conhecimento nessa área. Se você deseja saber mais, siga nosso canal no YouTube, explore nossos materiais nas redes sociais e participe de nossas palestras gratuitas. E se você está realmente interessado, considere se inscrever em nossa pós-graduação, onde você terá a oportunidade de aprofundar seus conhecimentos e obter mentoria de profissionais experientes do campo. Para saber mais, visite nosso site em www.institutosuassuna.com.br e dê o próximo passo em sua carreira!

Gostou deste artigo? No Instituto Suassuna, estamos comprometidos em ajudá-lo a atingir seus objetivos por meio de uma educação de alta qualidade e envolvente. Oferecemos programas de pós-graduação em psicologia, tanto presencial como online. Saiba mais visitando nosso site e invista em seu futuro.

Azul E Rosa Engajamento Post Para Instagram (19)

10 coisas que precisamos saber sobre como as mídias sociais afetam o cérebro dos adolescentes

As mídias sociais se tornaram uma parte onipresente da vida dos adolescentes, e muitos pesquisadores e pais estão preocupados com o impacto que essa exposição constante pode ter no cérebro e na saúde mental dos jovens. Aqui estão 10 coisas que precisamos saber sobre como as mídias sociais afetam o cérebro dos adolescentes:

  1. As mídias sociais ativam o sistema de recompensa do cérebro, liberando dopamina quando os adolescentes recebem curtidas, comentários e compartilhamentos. Isso pode criar uma sensação de prazer e motivação, o que pode levar os adolescentes a passarem horas rolando o feed de notícias em busca de mais interações positivas.
  2. A exposição constante às mídias sociais pode levar os adolescentes a comparar suas vidas com as de outras pessoas, o que pode levar a sentimentos de inadequação, inveja e baixa autoestima. Isso pode ter um impacto negativo na saúde mental e no bem-estar geral.
  3. As mídias sociais também podem contribuir para a formação de bolhas de informação, onde os adolescentes só são expostos a pontos de vista e opiniões que concordam com os seus próprios. Isso pode levar a uma polarização política e a uma diminuição da empatia e compaixão pelos outros.
  4. A falta de sono é uma das consequências mais comuns da exposição constante às mídias sociais. Os adolescentes muitas vezes ficam acordados até tarde da noite para rolar o feed de notícias, o que pode afetar negativamente a sua saúde física e mental.
  5. A exposição constante às mídias sociais também pode afetar a capacidade dos adolescentes de se concentrar e focar em tarefas importantes, como estudar para provas ou trabalhos escolares. Isso pode levar a uma diminuição do desempenho acadêmico e a um aumento do estresse e ansiedade.
  6. A dependência das mídias sociais é um problema crescente entre os adolescentes, que muitas vezes sentem a necessidade de verificar seus telefones constantemente em busca de atualizações e notificações. Isso pode levar a uma sensação de desconexão com o mundo real e com outras pessoas.
  7. As mídias sociais também podem contribuir para a propagação de informações falsas e notícias sensacionalistas, o que pode levar a uma diminuição da confiança nas instituições e na mídia tradicional.
  8. A exposição constante às mídias sociais pode afetar negativamente a capacidade dos adolescentes de interagir cara a cara com outras pessoas, o que pode levar a uma diminuição da habilidade social e da empatia.
  9. A exposição a conteúdo violento, sexual ou perturbador nas mídias sociais pode ter um impacto negativo na saúde mental dos adolescentes, especialmente se eles já estiverem lutando com problemas emocionais ou psicológicos.
  10. A conscientização sobre o impacto das mídias sociais no cérebro dos adolescentes é o primeiro passo para ajudá-los a desenvolver uma relação saudável e equilibrada com a tecnologia. Os pais e educadores podem trabalhar juntos para fornecer

 

Apenas algumas possibilidades para que pensemos, as redes sociais, como forma de aumentar nossas interações, não diminuí-las!

Abraço,

Dr. Danilo Suassuna

Azul E Rosa Engajamento Post Para Instagram

Dez tendências para a psicologia em 2024

Vamos falar sobre as 10 tendências para a Psicologia em 2024.

Estas tendências refletem a natureza dinâmica e adaptativa da psicologia enquanto campo, respondendo às necessidades em constante mudança da sociedade.

Tecnologia e Telepsicologia: Com a pandemia da COVID-19, a telepsicologia emergiu como uma solução vital. Em 2024, espera-se que essa abordagem esteja ainda mais consolidada, com plataformas mais sofisticadas e adaptadas às necessidades de pacientes e terapeutas.

Realidade Virtual (RV) e Realidade Aumentada (RA): A potencial integração de RV e RA na terapia, principalmente para tratamentos como exposições controladas em fobias, pode revolucionar a forma como a terapia é realizada.

Neurociência e Psicologia: A crescente integração entre neurociência e psicologia deve continuar, com tratamentos e técnicas sendo desenvolvidos com base nas descobertas sobre o cérebro e comportamento humano.

Foco no Bem-Estar e na Prevenção: A tendência para a psicologia é um foco ampliado no bem-estar geral, resiliência e prevenção de problemas de saúde mental.

Atuação do Psicólogo em Parceria com Chat GPT: Com o avanço das tecnologias de inteligência artificial, os psicólogos podem começar a usar ferramentas como o GPT como complementos ao tratamento tradicional, auxiliando na triagem, recursos ou acompanhamento.

Psicologia Hospitalar: Com a crescente necessidade de cuidados psicológicos em ambientes hospitalares, seja para pacientes com doenças crônicas, graves ou para a equipe médica, a psicologia hospitalar deve ganhar ainda mais relevância.

Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC): A TCC, já amplamente reconhecida por sua eficácia em tratar uma variedade de distúrbios, pode continuar a se adaptar e evoluir, incorporando novas descobertas e técnicas.

Psicologia do Esporte: Com o reconhecimento da importância da saúde mental dos atletas e da influência psicológica no desempenho esportivo, a psicologia do esporte deve se expandir, tanto em pesquisa quanto em prática.

Análise do Comportamento Aplicada (ABA): Principalmente reconhecida por seu uso no tratamento de indivíduos com transtorno do espectro autista, a ABA continuará a evoluir e talvez se expanda para outras áreas, beneficiando mais pessoas.

Profundidade na Formação dos Psicólogos: Dado o mercado cada vez mais exigente, os psicólogos precisarão de uma formação mais aprofundada e especializada, garantindo que estejam preparados para uma variedade de desafios e contextos.

 

Como se preparar para o mercado de trabalho em 2024

A psicologia, em sua essência, vai muito além de técnicas, abordagens ou tendências. Trata-se, acima de tudo, do profundo compromisso com o cuidado humano. E este cuidado se manifesta não apenas no atendimento clínico, mas em todas as interações e em cada ação que o psicólogo realiza, seja em pesquisa, ensino, ou em comunidades.

Ao pensar em como um psicólogo pode se preparar para o mercado e realmente fazer a diferença, é essencial considerar alguns pilares:

Unidade Profissional: A psicologia, em suas diversas áreas de atuação e abordagens, beneficia-se enormemente da união e da colaboração entre profissionais. Ao reconhecer a importância de todas as contribuições e trabalhar juntos, os psicólogos podem criar um impacto mais significativo.

Cuidado Autêntico: O verdadeiro cuidado vai além de simplesmente ouvir ou aplicar técnicas. Envolve presença, empatia profunda e uma genuína vontade de entender e auxiliar o outro em sua jornada.

Aprimoramento Contínuo: O compromisso com a aprendizagem e o aprimoramento pessoal e profissional é essencial. Isso não é apenas sobre adquirir novas habilidades, mas também sobre refletir constantemente sobre a prática e buscar formas de melhorar.

Engajamento Comunitário: A psicologia pode e deve desempenhar um papel ativo nas comunidades. Seja através de workshops, palestras ou trabalhos voluntários, os psicólogos podem disseminar o conhecimento e o cuidado psicológico muito além do consultório.

Ética e Integridade: Manter um padrão ético elevado não é apenas uma obrigação profissional, mas também uma demonstração de respeito e cuidado pelo outro. Isso constrói confiança e fortalece a relação terapêutica.

Comunicação Eficaz: Saber comunicar-se de forma clara, respeitosa e eficaz é fundamental. Isso ajuda a estabelecer relações de confiança e a transmitir informações e insights de maneira construtiva.

Visão Holística: Reconhecer que cada indivíduo é um ser complexo, influenciado por uma vasta gama de fatores biológicos, psicológicos, sociais e culturais. Esta visão ampla permite uma compreensão mais profunda e um cuidado mais integrado.

 

Ao adotar e incorporar esses pilares em sua prática, o psicólogo não apenas se prepara para o mercado, mas também se posiciona como um verdadeiro agente de mudança, fazendo a diferença na vida das pessoas e na sociedade como um todo.

 

O que encontra aqui no Instituto Suassuna

 

Lugar de A-TUA-AÇÃO

 

Instituto Suassuna: A Vanguarda da Educação Humanizada em Psicologia

 

Em meio à explosão tecnológica que presenciamos nos últimos anos, a busca por manter o caráter humano nas interações tornou-se essencial. É nesse contexto que surge o Instituto Suassuna, uma instituição de pós-graduação em psicologia que tem como principal objetivo “cuidar das pessoas” e se destaca no cenário educacional por sua proposta inovadora e humanizada.

 

Origem Inspiradora

O lema “Humanizar a Tecnologia” ressalta a importância do contato humano no meio tecnológico. Mais do que simplesmente se adaptar à tecnologia, o Instituto busca trazer a essência da relação professor-aluno para o mundo digital. E, nesse processo, eles não só abraçam a tecnologia, mas também a moldam para se adequar à necessidade humana de conexão e compreensão.

 

Conexão Direta com o Aluno

Ao levar “O Professor e a Sala de Aula Ao Vivo Até o Aluno”, o Instituto Suassuna elimina barreiras geográficas e torna o aprendizado mais acessível. Além de disponibilizar conteúdo de alta qualidade, ele proporciona uma experiência enriquecedora, permitindo que alunos e professores interajam em tempo real, mesmo estando a quilômetros de distância um do outro.

 

Mais do que uma Instituição, um Parceiro de Jornada

Mas o Instituto vai além da sala de aula virtual. Seu amplo leque de atuações inclui desde a realização de congressos e seminários até a promoção de workshops e extensões educacionais. Eles acreditam que cada aluno tem um potencial único e, por isso, dispõem de um time especializado em maximização de potenciais humanos, buscando desenvolver cada indivíduo em sua plenitude.

 

No Instituto Suassuna, os sonhos dos alunos são levados a sério. Como eles mesmo dizem: “Se você tem sonhos a serem realizados, aqui você tem parceiros para todos os momentos e para uma vida inteira”.

 

Para muitos, essa instituição é mais do que um local de aprendizado. É um espaço de realização pessoal e profissional, onde cada um é visto, ouvido e valorizado. E em uma era dominada pela tecnologia, esse toque humano é não apenas refrescante, mas essencial. O Instituto Suassuna está, sem dúvida, estabelecendo um novo padrão para a educação em psicologia.

 

Azul E Rosa Engajamento Post Para Instagram (23) (1)

O que são as Neuroses para a Psicanálise?

Na psicanálise, as neuroses são entendidas como um conjunto de transtornos psicológicos caracterizados por sintomas como ansiedade, angústia, medo, fobias, obsessões e compulsões. Esses sintomas são compreendidos como manifestações de conflitos internos que o indivíduo vivencia e que, muitas vezes, estão relacionados a experiências passadas, traumas ou conflitos inconscientes.

Três principais neuroses

A teoria psicanalítica descreve três principais tipos de neurose: a histeria, a neurose obsessiva e a fobia.

A histeria é caracterizada pela presença de sintomas somáticos, como paralisia, cegueira ou alterações sensoriais, que não têm causa orgânica aparente.

neurose obsessiva, por sua vez, é caracterizada por pensamentos e comportamentos repetitivos e intrusivos, como rituais de limpeza ou verificação.

fobia é caracterizada por medo intenso e irracional de um objeto ou situação específica.

Na teoria psicanalítica, as neuroses são entendidas como formas de defesa do psiquismo contra conflitos e angústias internas. Essas defesas, no entanto, acabam gerando sintomas que prejudicam o bem-estar do indivíduo e o impedem de lidar com as situações que provocam a ansiedade e a angústia.

O tratamento das neuroses na psicanálise busca identificar as causas dos conflitos internos e, a partir daí, promover a elaboração desses conflitos e a transformação psíquica do indivíduo. O trabalho terapêutico envolve a análise dos conteúdos latentes do discurso do paciente, a interpretação dos conteúdos inconscientes que geram os sintomas e a busca de novas formas de lidar com as angústias e conflitos internos.

Assim, as neuroses são entendidas como formas de expressão da dinâmica psíquica do indivíduo, que demandam uma abordagem cuidadosa e individualizada por parte do analista. A psicanálise oferece um modelo teórico consistente e um método de trabalho eficaz para o tratamento das neuroses, buscando promover a transformação psíquica do indivíduo e o alívio dos seus sintomas.

Gostou do tema, né?!

Venha para uma pós graduação em Psicologia!

Uma excelente oportunidade para os profissionais da área se especializarem e se aprimorarem em suas habilidades, conhecimentos e terem o melhor da prática! Através dessa modalidade de ensino, você têm a chance de aprofundar seus estudos em áreas específicas da psicologia, como psicologia clínica, psicologia organizacional, psicologia social, entre outras.

Além disso, a pós-graduação em psicologia é uma maneira de expandir suas oportunidades de trabalho e de desenvolvimento profissional, uma vez que muitas instituições e empresas valorizam profissionais com formação especializada.

Nesse sentido, a pós-graduação em psicologia pode ser uma ótima opção para quem busca se destacar no mercado de trabalho e aprimorar suas técnicas, habilidades e conhecimentos em áreas específicas da psicologia.

Para saber mais sobre o tema, venha fazer parte de nossa pós graduação. Com mais de 360 horas de estudos práticos e supervisões, você terá acesso a profissionais com vasta experiência prática que lhe formam para lidar com esta etapa da vida.

Venha se aprofundar mais sobre esse tema tão delicado e necessário, convidamos você a conhecer um pouco mais sobre a nossa pós-graduação em Psicanálise. Acesse o nosso site ou entre em contato .

 

Venha transformar o futuro com o IS!

Azul E Rosa Engajamento Post Para Instagram (28)

Quais os tipos de perversão?

Perversão é um tema complexo na psicanálise, e pode ser definida de diversas formas.

Em termos gerais, a perversão é caracterizada por uma desviação dos padrões convencionais de comportamento sexual, incluindo o uso de práticas sexuais que são consideradas atípicas, anormais ou socialmente inaceitáveis.

Na psicanálise, a perversão é entendida como uma forma particular de organização da vida psíquica, em que os desejos e fantasias sexuais se tornam dissociados da realidade e dos sentimentos de culpa e vergonha que normalmente os acompanham. A perversão é vista como uma tentativa de lidar com conflitos e traumas psíquicos, e pode ser entendida como uma forma de defesa contra a ansiedade e o medo.

De acordo com a teoria psicanalítica, existem diferentes tipos de perversão:

perversão narcísica (em que o prazer sexual é obtido através do próprio corpo); busca de prazer em se exibir nu ou em situações que geram constrangimento para outras pessoas.

perversão fetichista (em que um objeto é fetichizado como fonte de prazer):busca de prazer através de um objeto específico, como roupas íntimas, sapatos, meias ou outros itens.

perversão voyeurística (em que a pessoa obtém prazer em observar outras pessoas sem ser vista). Busca prazer em observar outras pessoas nuas ou em situações sexuais sem o consentimento delas.

perversão sádico-masoquista (em que o prazer é obtido através da dor e do sofrimento). Sadismo: busca de prazer em infligir dor ou humilhação a outra pessoa. Masoquismo: busca de prazer em sentir dor ou humilhação.

Na psicanálise, o tratamento da perversão geralmente envolve a investigação dos conflitos e traumas psíquicos que podem ter levado à sua formação, bem como a análise dos desejos e fantasias sexuais inconscientes que subjazem ao comportamento perverso.

O objetivo do tratamento é ajudar o paciente a compreender as causas subjacentes de seu comportamento e a encontrar novas formas de lidar com a sexualidade que sejam mais saudáveis e adaptativas.

É importante ressaltar que a prática de uma determinada perversão não indica necessariamente uma patologia, e que nem toda pessoa que experimenta comportamentos sexuais não normativos é considerada perversa na psicanálise. O diagnóstico de perversão só é feito quando o comportamento sexual causa prejuízo ou sofrimento para a pessoa ou para outros, e quando há uma repetição desses comportamentos ao longo do tempo.

Venha para uma pós graduação em Psicologia!

Uma excelente oportunidade para os profissionais da área se especializarem e se aprimorarem em suas habilidades, conhecimentos e terem o melhor da prática! Através dessa modalidade de ensino, você têm a chance de aprofundar seus estudos em áreas específicas da psicologia, como psicologia clínica, psicologia organizacional, psicologia social, entre outras.

Além disso, a pós-graduação em psicologia é uma maneira de expandir suas oportunidades de trabalho e de desenvolvimento profissional, uma vez que muitas instituições e empresas valorizam profissionais com formação especializada.

Nesse sentido, a pós-graduação em psicologia pode ser uma ótima opção para quem busca se destacar no mercado de trabalho e aprimorar suas técnicas, habilidades e conhecimentos em áreas específicas da psicologia.

Para saber mais sobre o tema, venha fazer parte de nossa pós graduação. Com mais de 360 horas de estudos práticos e supervisões, você terá acesso a profissionais com vasta experiência prática que lhe formam para lidar com esta etapa da vida.

Venha se aprofundar mais sobre esse tema tão delicado e necessário, convidamos você a conhecer um pouco mais sobre a nossa pós-graduação em Psicanálise.

Acesse o nosso site ou entre em contato .

 

Venha transformar o futuro com o IS!

Azul E Rosa Engajamento Post Para Instagram (27)

Mercado de trabalho Reabilitação Neuropsicológica Infantil

A área de Reabilitação Neuropsicológica Infantil é um campo de trabalho em constante crescimento, principalmente devido ao aumento do diagnóstico de transtornos neuropsicológicos em crianças e adolescentes. Esses transtornos podem incluir TDAH, dislexia, transtorno do espectro do autismo, transtorno de aprendizagem, entre outros.

O trabalho do profissional de Reabilitação Neuropsicológica Infantil envolve a avaliação, diagnóstico e tratamento de crianças com problemas neuropsicológicos. Eles trabalham em estreita colaboração com outros profissionais de saúde, como psicólogos, psiquiatras, fonoaudiólogos e terapeutas ocupacionais, para ajudar a melhorar a qualidade de vida dessas crianças.

O mercado de trabalho na área de Reabilitação Neuropsicológica Infantil é promissor, especialmente em países com sistemas de saúde desenvolvidos e com demanda por profissionais especializados em atender as necessidades de crianças com transtornos neuropsicológicos. Existem diversas oportunidades de trabalho, incluindo clínicas especializadas, hospitais, escolas, centros de reabilitação e consultórios particulares.

Para se tornar um profissional de Reabilitação Neuropsicológica Infantil, é necessário uma formação acadêmica específica, como graduação em psicologia, com especialização em neuropsicologia infantil, ou cursos de pós-graduação em reabilitação neuropsicológica. Além disso, é importante que o profissional tenha habilidades interpessoais, como empatia, paciência e capacidade de comunicação efetiva, para lidar com crianças e suas famílias.

Em resumo, o mercado de trabalho na área de Reabilitação Neuropsicológica Infantil oferece oportunidades para profissionais dedicados e qualificados que buscam ajudar crianças com transtornos neuropsicológicos a superar seus desafios e melhorar sua qualidade de vida.

Azul E Rosa Engajamento Post Para Instagram (24)

Mal-estar, o sofrimento e o sintoma na psicanálise

Na psicanálise, o mal-estar, o sofrimento e o sintoma são conceitos fundamentais para a compreensão do funcionamento da mente humana e para a prática clínica.

O mal-estar é uma sensação difusa de desconforto que pode estar relacionada a diferentes fatores, como a angústia, a insatisfação, a frustração, entre outros. Para a psicanálise, o mal-estar é inerente à condição humana e está relacionado à impossibilidade de o sujeito realizar todos os seus desejos e necessidades.

Na psicanálise, o mal-estar é um conceito fundamental para entender a condição humana e as dinâmicas psíquicas que afetam o sujeito. O mal-estar é uma sensação difusa de desconforto, insatisfação ou angústia que pode estar presente em diferentes aspectos da vida do indivíduo, tais como relações interpessoais, trabalho, lazer, entre outros.

De acordo com a psicanálise, o mal-estar faz parte da condição humana, uma vez que o sujeito está sempre em busca de satisfazer seus desejos e necessidades, mas muitas vezes encontra obstáculos e limitações em seu caminho. A insatisfação com a vida e a busca por algo mais, por exemplo, podem gerar um mal-estar que, por sua vez, pode desencadear sintomas psíquicos e físicos.

Na teoria psicanalítica, o mal-estar está relacionado à impossibilidade de realizar todos os desejos e necessidades do sujeito, o que gera um conflito psíquico. Esse conflito pode ser resolvido através de mecanismos de defesa, tais como a repressão, a negação e a projeção. No entanto, esses mecanismos não resolvem o problema em sua origem, mas apenas aliviam temporariamente o mal-estar.

Assim, na psicanálise, o mal-estar é visto como uma condição inerente à existência humana, e o objetivo do trabalho terapêutico é auxiliar o paciente a compreender as causas e origens do seu mal-estar, bem como desenvolver recursos internos para lidar com ele de maneira mais adequada e saudável. O processo psicanalítico pode ajudar o paciente a elaborar seus conflitos internos e a encontrar novas formas de lidar com o mal-estar, promovendo um maior bem-estar psicológico e emocional.

Já o sofrimento é um estado mais intenso e duradouro, que pode estar relacionado a experiências traumáticas, perdas significativas, conflitos emocionais profundos, entre outros. O sofrimento pode afetar a qualidade de vida do sujeito e prejudicar seu funcionamento emocional e psicológico.

O sofrimento, na psicanálise, é entendido como uma experiência subjetiva de dor, angústia, frustração e desamparo. O sofrimento pode ser causado por diferentes fatores, tais como conflitos internos, traumas passados, dificuldades nas relações interpessoais, entre outros. O sofrimento, na psicanálise, é visto como um fenômeno complexo e multifacetado, que pode se manifestar em diferentes níveis do psiquismo do indivíduo.

O sintoma, por sua vez, é uma manifestação clínica do sofrimento, que pode ser tanto física quanto psicológica. O sintoma é uma tentativa do sujeito de lidar com o seu mal-estar e sofrimento, ainda que de maneira inadequada ou disfuncional. Para a psicanálise, o sintoma é um fenômeno complexo e pode ser analisado como um modo de expressão das emoções e dos conflitos inconscientes do sujeito.

O sintoma, por sua vez, é entendido como uma expressão concreta do sofrimento, que pode assumir diferentes formas, tais como ansiedade, depressão, fobias, compulsões, entre outros. O sintoma, na psicanálise, é visto como uma tentativa do sujeito de lidar com o sofrimento e de se proteger contra experiências angustiantes e conflituosas.

Segundo a teoria psicanalítica, o sintoma não é uma mera manifestação patológica, mas sim uma forma de comunicação do inconsciente. O sintoma é entendido como uma mensagem codificada, que pode ser decifrada pelo analista através da escuta atenta e da interpretação dos conteúdos latentes do discurso do paciente. Através do trabalho analítico, é possível identificar as causas e origens do sintoma, bem como promover a elaboração dos conflitos internos que o geraram.

Assim, na psicanálise, o sofrimento e o sintoma são entendidos como fenômenos complexos e multifacetados, que demandam uma abordagem cuidadosa e atenta por parte do analista. O objetivo do trabalho terapêutico é auxiliar o paciente a compreender as causas e origens do seu sofrimento e sintoma, bem como desenvolver novas formas de lidar com eles e de promover a transformação psíquica e emocional.

Na prática clínica, a compreensão do mal-estar, do sofrimento e do sintoma é fundamental para o trabalho do psicanalista. A partir da escuta atenta do paciente, o analista busca identificar as causas do sofrimento e do mal-estar, bem como compreender o sentido e a função do sintoma. O objetivo da psicanálise é auxiliar o paciente a lidar com seus conflitos e emoções de maneira mais adequada e saudável, promovendo o seu bem-estar psicológico e emocional.

 

Venha para uma pós graduação em Psicologia!

Uma excelente oportunidade para os profissionais da área se especializarem e se aprimorarem em suas habilidades, conhecimentos e terem o melhor da prática! Através dessa modalidade de ensino, você têm a chance de aprofundar seus estudos em áreas específicas da psicologia, como psicologia clínica, psicologia organizacional, psicologia social, entre outras.

Além disso, a pós-graduação em psicologia é uma maneira de expandir suas oportunidades de trabalho e de desenvolvimento profissional, uma vez que muitas instituições e empresas valorizam profissionais com formação especializada.

Nesse sentido, a pós-graduação em psicologia pode ser uma ótima opção para quem busca se destacar no mercado de trabalho e aprimorar suas técnicas, habilidades e conhecimentos em áreas específicas da psicologia.

Para saber mais sobre o tema, venha fazer parte de nossa pós graduação. Com mais de 360 horas de estudos práticos e supervisões, você terá acesso a profissionais com vasta experiência prática que lhe formam para lidar com esta etapa da vida.

Venha se aprofundar mais sobre esse tema tão delicado e necessário, convidamos você a conhecer um pouco mais sobre a nossa pós-graduação em Psicanálise. Acesse o nosso site ou entre em contato .

 

Venha transformar o futuro com o IS!